Qual a importância de nutrir meus leads no funil de vendas?

O inbound marketing hoje é, sem dúvidas, uma das principais estratégias de vendas que as empresas podem usar. Isso porque as estratégias comuns de marketing e vendas tornaram-se obsoletas, assim como a comunicação unilateral. Com o mundo cada vez mais tecnológico e as relações entre consumidor e empresas se tornando mais uma via de mão dupla, o inbound marketing se destaca pela facilidade que tem de atrair mais possíveis clientes, os chamados leads.

Leads é um termo muito usado no inbound marketing para descrever o registro de cadastro de pessoas e empresas interessadas em um determinado produto ou serviço. Confira mais no post: como aumentar minhas vendas: o que é Inbound Marketing?

E conquistar muitos leads é bom. Ter bastante tráfego no seu blog, no seu site e engajamento nas redes sociais é um ótimo sinal da eficiência da estratégia adotada. Porém, gerar leads é apenas uma peça desse quebra-cabeças.

Ter um bom fluxo no seu blog, mas esperar que a venda aconteça sozinha não vai funcionar. Tão importante quanto gerar novos leads é nutrir os já existentes. Uma premissa dos negócios é que perder um cliente é muito pior do que deixar de ganhar um, por essa razão é importante estar atento com a nutrição dos seus respectivos leads. Segundo o MarketingSherpa, “61% dos profissionais de marketing B2B direcionam todos os seus leads diretamente para as vendas; no entanto, apenas 27% desses leads são qualificados.”

Mas como nutrir meus leads pelo funil de vendas?

Primeiramente, é preciso traçar boas estratégias que atraiam o público-alvo para o seu site. Esses visitantes devem apresentar uma boa resposta, navegando pelo site e preenchendo os formulários das landing pages. Assim que o usuário deixa essas informações ele torna-se um lead, ou seja, um cliente em potencial. Com esses contatos nas mãos é preciso transformá-los em clientes, nutrindo-os pelo funil de vendas.

A internet tornou-se uma fonte de conhecimento fácil. É cada vez mais comum ver consumidores procura…

Clique aqui para ver a publicação completa

Leave a comment