Meu AdWords não dá resultado, o que eu faço?

Talvez você esteja se perguntando: investir em Google AdWords dá resultado? Bom, o primeiro passo para gerar resultados você já deu. Mesmo em 2018, com essa ascensão tecnológica, ainda é raro ver pessoas que percebem a necessidade da publicidade e o quanto ela é fundamental para o sucesso do negócio. Então, se você se aventurou por investir em anúncios do Google é porque já sabe da importância do marketing digital e como ele pode fazer sua empresa crescer.

E em tempos de “crise” é essencial divulgar o seu produto ou serviço, pois o consumidor está mais receoso em gastar dinheiro devido à instabilidade do mercado. Afinal, se você não quer afundar sua empresa, você precisa despertar o interesse do seu público.

Então, parabéns pela iniciativa. Mas voltando a questão de “investir em AdWords dá resultados?”, a resposta é ndiyo. Espera aí, você não sabe o que significa ndiyo? É só pesquisar “o que é ndiyo” – ou clicar nesse link pra ir mais rápido https://bit.ly/2Lb5YuJ.

Quando eu disse para você pesquisar “o que é ndiyo”, onde você pensou em pesquisar? Se foi no Google, você pensou como mais de 98% dos brasileiros conectados à internet. Não há dados atuais divulgados, mas em 2013 eram feitas 450 milhões de pesquisas inéditas por dia. Ou seja, eliminando as pesquisas rotineiras – como “tabela do brasileirão, que foi a 2º pesquisa mais feita no Brasil em 2017 – quase meio bilhão de novos temas eram pesquisados. Isso em 2013 já era muita coisa, imagina 5 anos depois, principalmente quando comparamos com o número de pessoas que estão conectadas à internet em todo o mundo, que são mais de 4 bilhões.

Leia também: Face Ads: qual a diferença entre gerenciador de negócios e de anúncios?

Google, o “dono” da internet

Mas o Google não é só um buscador. YouTube, Chrome, Gmail, G+, Maps, Play Store, Hangouts, Tradutor, Play Música, Sistema Android para Smartphones, Waze e mais uma vasta série de outros serviços também pertencem à empresa.

Não tem como fugir, o Google é realmen…

Clique aqui para ver a publicação completa